Você está aqui: Página Inicial / Câmara / Notícias / PRESIDENTE DA CÂMARA PARTICIPA DE ENCONTRO REGIONAL DE LIBRAS (LÍNGUA BRASILEIRA DE SINAIS)

PRESIDENTE DA CÂMARA PARTICIPA DE ENCONTRO REGIONAL DE LIBRAS (LÍNGUA BRASILEIRA DE SINAIS)

por Camara Municipal publicado 27/05/2024 10h30, última modificação 27/05/2024 10h27
PRESIDENTE DA CÂMARA PARTICIPA DE ENCONTRO REGIONAL DE LIBRAS (LÍNGUA BRASILEIRA DE SINAIS)

 O presidente da Câmara Municipal de Arapongas, vereador Márcio Nicke, participou na semana passada do 1º Encontro Regional de Libras de Arapongas (RELIAR), cujo objetivo, segundo disse, foi ampliar a construção de iniciativas cada vez mais humanizadas e inclusivas, promovendo espaço de interação para a comunidade surda de Arapongas e região. O evento contou também com a participação do prefeito Sérgio Onofre e representantes dos municípios de Londrina, Maringá, Apucarana e Marilândia do Sul.
 Um dos idealizadores do Projeto Libras nas Escolas (Língua Brasileira de Sinais), Nicke fez questão de ressaltar que é necessário falar sobre inclusão social e, sobretudo, é essencial ensinar o cidadão a ter consciência de praticá-la. Para ele, a inclusão de alunos surdos é um dos maiores benefícios do ensino de Libras nas Escolas, posto em prática em alguns estabelecimentos de ensino de Arapongas. “Assim, ao aprenderem a língua de seus colegas surdos, os estudantes ouvintes não apenas facilitam a comunicação, mas também demonstram empatia e solidariedade”.
 Esta conexão, ainda de acordo com Nicke, contribui para um ambiente escolar mais acolhedor e respeitoso. “Deste modo, todos os alunos são valorizados e compreendidos”, disse o presidente da Câmara. Ele também fez questão de ressaltar que iniciativas estratégicas como o Projeto Libras Nas Escolas, que resultam em bons serviços para a comunidade, sempre terão apoio do Legislativo local. “Isso é resultado também da cooperação do legislativo com o executivo. Estamos sempre à disposição para fortalecer iniciativas positivas. É necessário falar sobre inclusão social e, sobretudo, é essencial ensinar o cidadão a ter consciência de praticá-la. O ensino da língua brasileira de sinais (Libras) na escola além de ser uma educação inclusiva, é responsável pela formação de alunos surdos no país, criando novas possibilidades para essas crianças”, concluiu.

APRESENTAÇÕES E PALESTRAS

 Durante o 1º Encontro Regional de Libras foram desenvolvidas apresentações dos alunos da sala de recursos do Colégio Estadual Marquês de Caravellas, Escola M. Alzira Horvatich, Escola Padre Germano, Grupo Sinais de Amor, exibição de vídeo-aulas demonstrativas e palestra com a professora de Libras, Talitha Comar, da Unespar, também pós-graduada em Educação Bilíngue para Surdos e em Educação Especial. Mestre e Doutora em Ensino pela UEL e também pesquisadora na área inclusiva. A palestra tratou sobre: “Perspectivas na Educação dos Surdos, e onde estamos e para onde vamos?". Participaram também representantes do Instituto Londrinense de Educação de Surdos (ILES) e Secretaria da Pessoa com Deficiência de Maringá e o secretário da Saúde, Moacir Paludetto Jr.